"Tirar dentro do peito a Emoção, A lúcida verdade, o Sentimento! (...)" Florbela Espanca

03
Jan 09

 

Fechado o esquife,

Afundado no sepulcro

No coração, a saudade

Atrás de golpe severo.

 

Admitido derradeiro

Sempre a se repisar,

Imutavelmente atado

À dor de se gostar.

 

Catarina Azevedo (30.12.08)

publicado por luabranca81 às 11:58

Olá Catarina!

Dor permanente
eterna saudade
sentimento latente
amar de verdade

Beijos
manu a 4 de Janeiro de 2009 às 00:18

Vida que deixa
O luar mais pobre
A morte me queixa
Dor de amor nobre!

Nao gosto que escrevas sobre a morte, mas poeticamente falando está muito bonito!


beijos
Utopia das Palavras a 4 de Janeiro de 2009 às 15:37

A morte é uma coisa como outra qualquer.
Está presente na vida de todos nós.
Não a desejo mas também não a temo.

Beijos.
luabranca81 a 4 de Janeiro de 2009 às 22:46

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
16
17

18
19
20
21
23
24

25
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

RSS
Procurar
 
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Visitas
Visitantes
blogs SAPO