"Tirar dentro do peito a Emoção, A lúcida verdade, o Sentimento! (...)" Florbela Espanca

20
Out 08

 

Nesta margem tão colorida e bela,

Não há cidade que mais formosa

Seja. Nem vila mais vistosa,

Que a que por este rio se vela.

 

Lá em cima, a olhar por ela,

A mãe, fortaleza majestosa

E mágica, que o tempo fez ruinosa

De tanta emoção passar nela.

 

Cidade que o tempo envelheceu

Mas que a beleza não tirou.

Cidade que o tempo cresceu,

 

Que o povo sempre amou,

Que em seus corações viveu

E minha alma para sempre levou.

 

Catarina Azevedo

publicado por luabranca81 às 20:58

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

22
23
25

26
27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

RSS
Procurar
 
blogs SAPO